As diferenças entre CBD e THC

15991 0

O uso da maconha está se tornando uma prática cada vez mais aceita em todo o mundo, com muitos países legalizando o consumo da erva. Embora mais de 200 milhões de pessoas fumem maconha em todo o mundo, ainda há alguma confusão em torno da planta. Você provavelmente já ouviu muitas pessoas usando os termos CBD e THC, provavelmente de forma intercambiável. Isso provavelmente se deve ao fato de que o CBD e o THC estão disponíveis em muitas formas diferentes, como gomas, géis, extratos, suplementos, óleos e muito mais. Se você quiser ver a vasta gama de métodos de ingestão de CBD, poderá ver todas as opções disponíveis no Smoke Cartel aqui. Se você navegar pelo restante do site, poderá ver os vários métodos de ingestão de THC também.

Grande parte da confusão se deve principalmente ao fato de ambos os canabinóides serem extraídos da mesma planta e servir a propósitos semelhantes do ponto de vista medicinal. Este ponto de vista é importante porque é um impasse entre as idéias da medicina ocidental e tradicional, e aumenta a confusão, uma vez que a medicina ocidental visa identificar uma molécula para tratar uma doença, enquanto a medicina tradicional é mais holística. Como resultado, há confusão sobre o que esses dois compostos fazem, especialmente porque a venda de THC ainda não é legal em alguns países, embora o CBD esteja disponível em quase qualquer lugar em lojas de vapor, drogarias e alguns supermercados.

CBD vs. THC – Os Componentes Psicoativos

Para limpar um pouco dessa confusão, o CBD não é um componente psicoativo, isso significa que ele não vai te deixar chapado. Por outro lado, o THC, assim como o álcool e a cafeína, é uma droga psicoativa que altera o seu estado mental e seu uso induz um efeito psicotrópico. Os benefícios terapêuticos do uso do THC são muitos, pois pode atuar como antiinflamatório, antináusea, estimulante do apetite e sonífero, entre outros benefícios úteis. Ele consegue isso imitando o efeito do 2-AG e da anandamida, que são neurotransmissores produzidos naturalmente pelo corpo humano. Eles são responsáveis ​​por regular os hábitos alimentares e de sono, bem como a percepção da dor e inúmeras outras funções corporais. Muitos gostam da experiência da euforia que o THC proporciona, mas muitas pessoas não, e é aí que entra o CBD. O canabidiol ou CBD é o principal composto não psicoativo encontrado na planta de cannabis. Ele oferece os mesmos benefícios do THC; no entanto, também é um agente anticonvulsivante, antioxidante e antipsicótico. O CBD tem a mesma fórmula química do THC, mas os átomos são arranjados de maneira diferente. É usado principalmente para tratar ansiedade, depressão, TDAH e convulsões. Embora a planta da cannabis contenha THC e CBD, o cânhamo quase não contém THC e é uma fonte natural rica em CBD.

CBD vs THC – A Lei

As leis relacionadas à maconha estão mudando constantemente em todo o mundo, à medida que mais e mais países adotam uma abordagem menos rígida para a venda e consumo da planta. Essas leis também diferem de país para país quando se trata de CBD e THC. Como os produtos feitos com CBD contêm apenas vestígios de THC, eles geralmente são totalmente legais para uso pessoal na maioria dos países europeus. Na América, por exemplo, o cânhamo foi removido do Ato de Substâncias Controladas, no entanto, o CBD ainda é classificado como uma droga de Tabela I pela DEA (Drug Enforcement Administration) e FDA (Food and Drug Administration). A lei holandesa contrasta com isso, já que o CBD não é legal de forma alguma, enquanto uma política de tolerância foi adotada pela Holanda; o cultivo e a produção de cannabis não são legais, mas a venda e o consumo de CBD são. A regra geral é se o consumo de maconha é legal em sua cidade, então o consumo de CBD também é, mas certifique-se de pesquisar as leis específicas antes de tê-la em sua posse.

O THC e o CBD são seguros para uso?

Tanto o THC quanto o CBD são geralmente seguros de usar. O THC pode causar vários efeitos colaterais, como aumento da freqüência cardíaca, boca seca, tempos de reação mais lentos, olhos vermelhos, perda de memória, problemas de coordenação e ansiedade. É aconselhável não operar máquinas pesadas quando sob os efeitos do THC, e o uso alto de THC pode levar a efeitos psiquiátricos negativos a longo prazo. Os efeitos colaterais do CBD podem incluir alterações do apetite, fadiga, perda de peso, tontura e diarréia. É fisicamente impossível ter uma overdose de CBD; o pior cenário é que você pode estar extremamente sonolento; no entanto, é aconselhável consultar seu médico sobre os efeitos quando combinado com outros medicamentos. Também é fisicamente impossível exagerar no THC, embora você deva consultar seu médico antes de usá-lo se você tiver problemas cardíacos.

* postagem colaborativa

Quer dicas de moda e maquiagem? Visite o blog que mais entende do assunto. Vem ver!!

Related Post

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *